Um orgulho maior que muitos alqueires

Um orgulho maior que muitos alqueires

Para escrever a matéria, ou melhor, transcrever o que vem a seguir, visitamos a cidade de Caldas Novas, Goiás, famoso destino turístico conhecido por suas águas termais.

Lá conversamos com Eduardo Silva, agricultor e filho do seu Jerônimo (conhecido na região como “Tupá”). A seguir, com palavras do próprio Eduardo, vocês poderão entender a importância que seu pai teve na sua profissão e na sua vida.

“Meu nome é Eduardo Silva, tenho 37 anos e sou agricultor aqui em Caldas Novas, Goiás.

Posso afirmar, sem medo de errar, que a agricultura é um negócio de família. Veio do berço. Mesmo antes de eu nascer, meu pai já tinha essa fazenda. No começo, a criação de gado era o carro-chefe, e as plantações que cultivávamos, de milho, eram destinadas à alimentação desses animais.

Com o tempo, isso mudou. Em 1984, para ser mais exato, meu pai teve seu primeiro contato com a soja e resolveu começar a cultivá-la. A produção começou bem devagar, com pouco mais de 10 hectares e um maquinário bastante simples e limitado. Essas condições fizeram com que o trabalho fosse feito, em sua maioria, manualmente e, com isso, conseguimos crescer e desenvolver aprendizados ricos sobre o manejo, e também sobre nós mesmos.

Muita coisa aconteceu de lá para cá. Nossa fazenda cresceu, nossa produção aumentou e minha relação com meu pai continua a mesma: somos parceiros!

É por isso que posso dizer que aprendi muito com o meu pai, e não estou falando apenas de agricultura e pecuária. Ele me ensinou valores que eu levo em minha vida: ser persistente, honesto, trabalhador. Ele me ensinou a curtir a vida no campo e me inspirou a ser a pessoa que eu sou hoje. Eu tenho muito orgulho de ele ser o meu pai e vou me dedicar, assim como ele, para que o Eduardinho, meu filho, que já está com 2 anos, permaneça no campo. Espero que ele possa continuar o que temos trabalhado tanto para construir. E que eu também seja um motivo de orgulho para ele.”

Essa parceria é forte, inspiradora e realmente produtiva. Ela já rendeu inclusive reconhecimento no nosso Programa de Produtividade (PIN) – este ano a dupla Jerônimo & Eduardo foram finalistas do PIN com o Integrare. Para saber mais sobre o PIN, acesse: https://blogsyngenta.com.br/resultados-pin-2016/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *