Sensoriamento Remoto: conheça a tecnologia que ajuda a monitorar a saúde da lavoura

A tecnologia tem se tornado uma das maiores aliadas dos produtores na busca por uma agricultura cada vez mais saudável e produtiva. Uma das mais importantes inovações nesta área é o sensoriamento remoto (remote sensing). Ela possibilita que o produtor rural monitore toda a plantação, sem ter de percorrê-la por inteiro, além de permitir que se obtenha dados sobre a irrigação, a saúde da vegetação e pragas na lavoura. Essas informações são cruciais para a tomada de decisão e um mapeamento mais preciso de toda a propriedade ao longo do tempo.

Aliada a softwares de análises, é possível acompanhar a evolução do crescimento da planta, prever problemas e checar índices importantes para a saúde do cultivo, como o NDVI (Índice de Diferença de Vegetação Normalizada), o EVI (Índice de Vegetação Melhorado), o NAVI, que complementa os cálculos do NDVI, e o NDMI (Índice de Diferença de Umidade Normalizada).

Uma das grandes vantagens do sensoriamento remoto é que ele possui baixo custo e pode ser utilizado por agricultores de todos os portes. Neste vídeo feito pela Strider, o CEO e fundador da Farmshots Joshua Miller explica como funciona esta nova tecnologia. Clique no vídeo para assistir:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *