Redução de danos em períodos de chuva

Redução de danos em períodos de chuva

A produtividade de 2019 já vem sendo afetada em vários níveis. Nem os levantamentos sobre o fenômeno El Niño poderiam prever as chuvas que atingiram as regiões sul e sudeste. De acordo com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos/Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Cptec/Inpe), a previsão para o período entre março e maio é de chuvas acima da média histórica na região Sul, e de menor intensidade no norte do Nordeste.

Não podemos evitar as chuvas, mas podemos diminuir seu impacto sobre a produtividade agrícola no país, seguindo algumas dicas, como controlar o tráfego de máquinas.

Sabemos que o maquinário agrícola é indispensável para uma produção em larga escala, no entanto, seu uso em período de chuvas deve ser melhor planejado. Ser prudente na escolha dos dias em que vai usar as máquinas é boa parte do caminho em direção à redução de perdas.

Quando houver extrema necessidade de utilizar máquinas após fortes chuvas, mantenha os equipamentos em trajeto fixo, pré-estabelecido, diminuindo, assim, a área afetada por sua passagem. Evite ao máximo que passem sobre o solo úmido. A compactação do solo é a responsável pela perda de macroagregados em consequência da grande pressão exercida na terra enquanto sua umidade está alta. A dificuldade na reversão desse processo afeta de forma muito desfavorável a produtividade das áreas.

O mês de fevereiro mal começou e os danos causados pelas chuvas na Região Sul já são irreparáveis. Indicadores apontam que perdas na safra de soja em São Gabriel (RS) já representam 20% do total.

Em cenários onde as baixas em safras são inevitáveis, é importante trabalhar com um planejamento baseado em redução de danos, portanto, não desperdice insumos!

 Água é essencial para a vida nas lavouras, mas em excesso pode “enxaguar” a proteção e nutrientes do plantio. A aplicação de nutrientes ou defensivos enquanto está chovendo pode resultar em desperdício de produtos, tempo e dinheiro.

Determinados produtos ainda requerem um maior tempo de absorção, só assim garantindo seus efeitos. Então, se a previsão for de chuva, faça um planejamento adequado e reveja o melhor período para realizar as aplicações.

E aí, você conhece outras práticas que auxiliam o agricultor durante os períodos de chuva? Se sim, conte pra gente aqui nos comentários!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *