Promovendo a diversidade na prática

Promovendo a diversidade na prática

O tema diversidade não é algo novo, mas muitas empresas ainda têm dificuldade de vivenciar isso integralmente. E como toda mudança desejada, há esforços, revisões de processos e também do nosso modelo mental a serem feitos. E nós, da Syngenta, estamos dispostos a nos reorganizarmos em prol da diversidade.

Aqui, prezamos por um ambiente diverso e incluso e isso é bastante claro para os nossos profissionais. Mas sabemos que, como toda organização é feita de pessoas, os processos precisam ser pensados para que a gente minimize as falhas humanas. E quando falamos em “falha humana” não pense que é algo grave, de outro mundo. Mas é natural que a gente tome algumas decisões baseadas em nossas percepções, e elas podem ser rasas, parciais, tendenciosas ou até incorretas. E as nossas percepções, acabam nos levando a tomar decisões, em grande parte das vezes, inconscientes.

Um dos estudos mais famosos do pesquisador e professor John-Dylan Haynes comprovou que, nós primeiro tomamos uma decisão e somente após sete segundos é que passamos a ser conscientes acerca do que foi decidido. Isso faz com que muitas de nossas decisões sejam feitas no “piloto automático”.

Este ano, estamos implementando, para algumas posições, um modelo de seleção de profissionais, que promove diversidade e inclusão, o chamado recrutamento às cegas. Este método garante sermos mais inclusivos, desde o primeiro contato com um futuro profissional Syngenta.

O gestor e o entrevistador recebem apenas informações relacionadas às qualificações, experiências profissionais e competências dos(as) candidato(as). Assim, minimizamos os vieses, mesmo que inconscientes, relacionados a gênero, faixa etária, etnias ou deficiência.

E a receptividade dos nossos colaboradores com relação à essa implementação foi muito boa. Os gestores tiveram mais confiança para tomar as decisões e os recrutadores certos de que todos os candidatos teriam potencial para a vaga.

Ah, e os candidatos também gostaram – pois acharam o processo seletivo mais justo. Tendo em vista os feedbacks positivos que obtivemos, estamos considerando como uma boa prática que poderá ser ampliada.

E caso queira entender melhor a experiência na prática, assista ao vídeo em que temos o depoimento da Dallila Almeida, recrutadora que conduziu o processo, e da Nathalia Cavalcanti, gestora que teve uma posição na sua área preenchida por meio desse modelo. Esses vídeos foram pensados para circular internamente, mas achamos bacana dividir com os interessados em conhecer com mais profundidade o tema.

Dallila Almeida, recrutadora

Nathalia Cavalcanti, gestora

Nós, da Syngenta, reconhecemos que a diversidade é chave para continuarmos crescendo. Por isso, nos dedicamos sempre para criar um ambiente em que todos se sintam confortáveis e pertencentes.

Visite nossa página e conheça mais sobre nossa empresa e as vagas disponíveis: https://www.syngenta.com.br/carreiras

#syngentaproud #diversidade #DiadaPopulacao

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *