Novas fórmulas, proteções mais “sólidas”

Novas fórmulas, proteções mais “sólidas”

Em 2014 lançamos no Brasil o Elatus™, um produto destinado ao tratamento de ferrugem da soja. O defensivo foi um sucesso imediato, vendendo todo seu estoque em pouco tempo. Seu grande diferencial, no entanto, não está apenas em sua poderosa fórmula química e em sua embalagem; mais do que isso, em sua formulação, que diferentemente dos outros produtos do mercado, vem em estado sólido.

Neal Bird, líder do setor de desenvolvimento de fórmulas – parte da área de Engenharia e Tecnologia (T&E), diz que os principais impulsionadores dessas inovações foram as necessidades dos clientes. “Por motivos técnicos, não podemos fazer uma formulação à base de água. Geralmente, as formulações líquidas à base de solventes têm um odor forte e, muitas vezes, não têm um perfil de segurança atrativo. No caso do Elatus™, desenvolvemos um produto sólido, em razão das propriedades dos dois ingredientes ativos.”

Há quem reclame dessa nova fórmula porque, a princípio, um dos problemas mais comuns em fórmulas sólidas é sua dificuldade em diluir facilmente na água. No caso do Elatus™ isso não é um problema, graças à tecnologia Pepite™, já bem difundida na Europa e que soluciona problemas como esse. Neal ainda acrescenta: “Elatus™ é um produto excelente e nos lembrou de que podemos fazer uma formulação sólida com os benefícios das líquidas, e sem suas desvantagens. É uma oportunidade que nós podemos construir e outros produtos podem seguir o mesmo caminho quando a situação exigir um produto sólido que tenha as mesmas vantagens de um líquido.”

A história do Elatus™ é interessante porque nos mostra que as fórmulas sólidas já começaram a se tornar alternativas viáveis e que o crescimento dessa tecnologia tem tudo para aumentar nos próximos anos.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *