Mistérios do Campo – Agroglifos

Mistérios do Campo – Agroglifos

Apesar de controverso, dia 6 de janeiro é considerado o aniversário de um dos maiores detetives da literatura mundial! Desculpe-nos, Hercule Poirot. Dessa vez estamos falando do Sherlock Holmes! E para prestar a devida homenagem ao morador mais ilustre da Baker Street, resolvemos fazer o que o personagem mais ama: vamos resolver um mistério!

Como somos uma página de agricultura… é elementar, caros leitores, que desvendaremos o mistério mais famoso dos campos: os agroglifos!

O termo, que vem das palavras gregas “agro” (campo) e “glifo” (entalhe), refere-se, nada mais nada menos, àqueles desenhos feitos nas plantações, principalmente nos cereais, como o trigo. Por algum tempo, muitas pessoas acreditaram que esses círculos eram obras de visitantes extraterrestres, ou até de fenômenos físicos e sobrenaturais. Hoje, sabe-se que não é bem assim.

Na realidade, toda essa história começou no Reino Unido, entre o final da década de 70 e o começo da década de 90, mais precisamente entre 1978 e 1991. Por lá, existe um negócio chamado “silly season”, algo como “temporada boba”, uma época entre o fim do verão e o início do outono que coincide com o recesso do Parlamento, do Judiciário e as férias. Nesse momento, devido à falta de assuntos relevantes, jornais, revistas e estações de TV começam a dar espaços a temas de menor relevância.

O mistério acerca dos agroglifos era um desses temas e durou até 1991, quando Doug Bower e Dave Chorley subitamente admitiram ter criado os primeiros círculos. Em diversas entrevistas dadas na época, os amigos admitem ter confeccionado os círculos com a ajuda de uma tábua de madeira, uma corda e um boné que, amarrado a um fio, ajudava-os a andar em linha reta.

Logo em seguida, após a revelação desse segredo, ocorreu uma verdadeira explosão de “desenhistas de plantação” em todo o mundo, todos com técnicas e formas cada vez mais complexas.  Aqui no Brasil, por exemplo, tivemos casos que apareceram na imprensa em Santa Catarina e no Paraná.

Pronto, com isso temos um:

syngenta_posts_extra_sherlock_selo_v01_r0

Sherlock adoraria ter resolvido esse caso. 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *