Mirtilo – a fruta da longevidade

Mirtilo – a fruta da longevidade

Muitas pessoas nunca ouviram falar sobre o mirtilo e isso é bastante normal, afinal de contas, essa fruta não era produzida e nem comercializada aqui no Brasil até recentemente e, mesmo que hoje tenhamos algumas plantações dela, ainda é muito difícil encontrá-la nos mercados.

Para você que ainda não conhece, ele é um fruto do tipo baga, assim como o cassis e a groselha (que já mostramos por aqui), que prefere climas temperados. Essa característica fez com que o mirtilo se desenvolvesse melhor em regiões do hemisfério norte, em partes mais frias da Eurásia e da América do Norte.

Sua coloração, azul arroxeada, é bastante característica, e seu sabor, doce e levemente ácido, é perfeito para fazer doces e sucos. Em alguns casos, esse suco era utilizado para colorir alguns vinhos tintos.

E se o sabor da fruta é o seu destaque, os benefícios oferecidos por ela não ficam para trás. Conhecida como “a fruta da longevidade”, o mirtilo é a fruta que mais contém antioxidantes, uma substância que combate os radicais livres e o envelhecimento precoce. Além deles, também é um alimento rico em fibras, vitaminas (A, B e C) e sais minerais (magnésio, cálcio, potássio, ferro e zinco). Pode ser uma boa aliada para conter a diarreia, ajuda a aliviar inflamações na boca, elimina o colesterol ruim e ainda oferece ação antibacteriana.

As plantações aqui no país ainda são bem restritas, temos cerca de 150 hectares distribuídos, em sua maioria, em regiões do sul. Os maiores produtores estão no Rio Grande do Sul, onde cerca de 50 agricultores produzem, em média, 150 toneladas, anualmente. Além dele, também podemos encontrar campos em Santa Catarina, no sul do Paraná e na Serra da Mantiqueira, tanto em regiões de São Paulo quanto em regiões de Minas Gerais.

Mesmo com tantas dificuldades para o plantio, investir nessa cultura é uma boa opção. Entre outubro e novembro, períodos de maior procura pelo mirtilo, cada saca de 2kg pode ser vendida por até 50 dólares.

Se pintar a oportunidade, não deixe de experimentar!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *