Lagarta elasmo

Lagarta elasmo

No texto a seguir, falaremos de uma lagarta que já deu as caras em outra publicação, quando estávamos falando do Tratamento de Sementes Industrial (TSI). Trata-se da lagarta elasmo, nome popular da Elasmopalpus lignosellus.

E hoje, traremos mais detalhes sobre ela… então, vamos lá!

Apesar de ter um aparecimento esporádico, com aumentos no período de seca, ela é uma praga bastante preocupante para os agricultores, já que consegue causar grandes prejuízos à cultura mesmo em um curto período de tempo. Além disso, é uma praga que está presente em todas as regiões do país e é considerada polífaga, ou seja, ataca diversas culturas. Entre as suas preferidas, encontram-se: o milho, a soja, o algodão, o amendoim, o arroz, o feijão e o trigo, todas com grande importância econômica.

Certo. E como ela atua?

Devido aos hábitos alimentares dessa lagarta, que consome e constrói galerias no caule e nas folhas das culturas mais jovens, ocorre um corte do fluxo de água e nutrientes para a parte superior da planta que pode resultar desde a redução do desenvolvimento até a morte precoce do vegetal. Em anos de seca, com a plantação enfraquecida, a praga pode chegar a destruir lavouras inteiras.

Atualmente, a forma mais indicada para o controle dessas lagartas é a prevenção por meio de técnicas integradas de manejo. O uso do Tratamento de Sementes é uma das formas mais eficientes disponíveis hoje no mercado. Além disso, o plantio direto também tem apontado resultados positivos na redução do elasmo. De qualquer forma, assim como todos os casos, é sempre aconselhável procurar o auxílio de um engenheiro agrônomo.

Se quiser ver algumas imagens dela atuando, veja o vídeo a seguir disponibilizado pelo Instituto Phytus:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *