Escorpião-amarelo, código vermelho

Escorpião-amarelo, código vermelho

O escorpião amarelo, que pode ser encontrado praticamente em todo o Brasil,  têm se tornado notícia frequente na mídia. Fatores como o aumento da umidade no verão, a facilidade de reprodução (de forma assexuada), a grande oferta de alimento (no geral, baratas, grilos entre outros) e a dificuldade em encontrar predadores nas cidades têm influenciado na sua propagação.

O fato se torna preocupante, principalmente porque o escorpião, apesar de pequeno, é bastante perigoso.

A principal forma de prevenção para combatê-lo requer medidas simples de higiene, diminuição de entulhos e redução de abrigos. O escorpião pode se abrigar e dispersar pelo transporte de madeiras, materiais de construção, móveis, vestimentas e outros materiais em que possa se esconder.

Além disso, em casos de infestação, recomenda-se a contratação de empresas especializadas no combate do aracnídeo. Essas empresas poderão analisar o risco em determinados locais, passar orientações preventivas e corretivas detalhadas e, poderão fazer aplicação de inseticidas adequados para esse tipo de combate. Um ponto importante que deve ser levado em conta na procura desse serviço é a utilização de produtos certificados pela ANVISA.

Em caso de acidentes, procure ajuda médica imediatamente. Não sugue o veneno, nem faça torniquetes. Com bastante atenção vamos vencer essa ameaça!

um comentário

  1. Fatos interessantes sobre escorpiões:

    Escorpiões podem retardar seu metabolismo quando o alimento é escasso. Eles podem sobreviver com apenas uma refeição por ano. Os escorpiões brilham sob uma luz ultravioleta. Esta habilidade para brilhar no escuro provavelmente atrai insetos.
    Escorpiões são tão resistentes que podem ser colocados em um congelador de um dia para o outro e voltarem à vida.
    Os escorpiões são bons pais. A mãe incuba os ovos dentro de seu abdômen. Quando um bebê choca, eles sobem em suas costas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *