Dicas para preservar melhor os alimentos

Dicas para preservar melhor os alimentos

Agricultores, distribuidores, supermercados e feirantes estão fazendo o seu melhor para trazer alimentos saudáveis #dalavourapracidade. Nessa época em que estamos fazendo saídas menos frequentes a supermercados, mercados e feiras livres, devido a pandemia do Covid-19, saber armazenar os alimentos corretamente é essencial para conservá-los por mais tempo e evitar o desperdício. Por isso, separamos algumas dicas para você conservar melhor os seus alimentos.

Os cuidados começam ao chegar em casa com as compras:

  • Higienize bem as superfícies, como a pia, e os utensílios de cozinha que forem ser usados, como facas.
  • Embalagens de plástico, como bandejinhas de carne e potes de iogurte, vidros, latas e também embalagens do tipo longa vida, como as de leite e sucos devem ser lavadas com esponja, água e sabão ou álcool 70%.
  • Lave bem frutas, verduras e legumes (use uma escovinha se for preciso) com água e sabão. Se preferir, deixe-os de molho em água com água sanitária (1 colher de sopa (15ml) de água sanitária para cada litro de água). Depois, enxague novamente, seque e guarde-os.

Guardando os alimentos na geladeira:

  • Nas prateleiras de cima da geladeira (que são mais frias), a sugestão é guardar as sobras das refeições (sempre em potes fechados) e aquilo que é mais perecível, como carnes, embutidos e queijos. Se não for consumir as carnes em até 48 horas, a sugestão é congelar.
  • Nas prateleiras de baixo, que possuem uma temperatura por volta de 10ºC, guarde as frutas, verduras e hortaliças. Guarde-as embaladas para evitar que murchem ou apodreçam com o frio.
  • Para vegetais folhosos que perecem rápido, uma sugestão é após a higienização, secar bem e guardar em saquinhos ou em potes. Uma boa dica aqui é colocar envolvê-los com folhas de papel toalha – isso ajuda a absorver a umidade e fazer com que os alimentos durem mais.
  • Lembre-se que sobras de frutas também podem virar ótimas vitaminas e sucos. E a maioria delas pode ser congelada.
  • Batatas e cebolas não precisam ser guardadas na geladeira, mas evite deixá-las nos saquinhos.
  • Guarde os ovos nas prateleiras, e não na porta da geladeira. As mudanças de temperatura podem fazer com que eles estraguem.

Congelando os alimentos:

  • Carnes podem ser congeladas na embalagem a vácuo, em saquinhos do tipo zip ou nas bandejas do supermercado, desde que limpas com álcool 70%. O frio do freezer não mata o novo coronavírus.
  • Se for congelar verduras e legumes, o ideal é não os congelar crus. Eles estragam com o frio intenso do freezer. Uma técnica para fazer o congelamento correto é:
  1. Cortar os legumes em pedaços não muito grandes.
  2. Escalde-os em água fervente e, em seguida, os resfrie com água fria (ou água com gelo), numa bacia.
  3. Seque-os bem e congele em porções. Desta forma, ficará mais fácil descongelar apenas a quantidade correta para cada refeição, evitando o desperdício.
  • No caso das frutas, você pode transformá-las em polpa para sucos, batendo as frutas escolhidas no liquidificador com um pouco de água. A polpa deve ficar com uma textura pastosa. Para congelá-las, basta colocar em forminhas de gelo.

Fique atento: Para evitar a perda de alimentos, a temperatura correta do freezer deve ser de, pelo menos, – 18ºC.

Descongelando alimentos:

  • Procure sempre descongelar os alimentos dentro da geladeira. No caso das carnes, especialmente, isso ajuda a preservar sua textura, cor e sabor originais, além de evitar a proliferação de bactérias.
  • Evite o micro-ondas para descongelar alimentos que têm muita água.
  • Alimentos preparados ou cozidos ficam melhores se descongelados na panela.

E você, tem alguma dica para preservar melhor os alimentos? Escreva nos comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *