Algodão colorido

Algodão colorido

A cor mais comum que vem à nossa mente quando pensamos em algodão é o branco, mas você sabia que existem algumas variedades da cultura que possuem uma cor um pouco diferente, presentes na natureza há tanto tempo quanto a planta tradicional?

Essas plantas possuem uma fibra que não pode ser usada para fabricação de tecidos, por não serem resistentes e apresentarem o tamanho muito curto. A Embrapa Algodão, então, resolveu melhorar geneticamente essas variedades.

Vários tipos de algodão foram cruzados. Principalmente, do Nordeste do Brasil, até que outros fossem obtidos. As sementes resultantes foram plantadas e selecionadas até adquirirem um melhor comprimento e maior resistência. As cores disponíveis são: marrom-claro, marrom-escuro, marrom-avermelhado e verde.

O algodão colorido é importante porque dispensa tingimento, sendo hipoalergênico e contribuindo para a sustentabilidade. Isso é benéfico porque nesse processo se utiliza muita água, além de corantes que geram resíduos e combustíveis para aquecer as caldeiras em que as fibras receberão coloração.

Descubra mais sobre essa tecnologia no site da Embrapa: http://bit.ly/1O37UD3

Comentários

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

73 − = 67