A rainha da soja

A rainha da soja

Há 15 anos, a então professora Cecília Barros de Mello Falavigna, paranaense da cidade de Floraí, perdia o seu marido sojicultor. Desse momento em diante e sem que ela sequer imaginasse, sua vida daria uma guinada fantástica.

Tudo começou quando Cecília decidiu largar seu trabalho de professora para, mesmo sem experiência, levar adiante o trabalho de seu marido nas lavouras.

Nesse universo tão novo, desconhecido e desafiador, a trajetória e o aprendizado de Cecília não poderiam ser mais surpreendentes. Para você ter uma ideia do sucesso obtido pela agricultora, recentemente, ela conquistou o bicampeonato na categoria Soja do concurso Plataforma de Produtividade Integrada (PIN), organizado pela Syngenta. Com sua incrível produção de 92 sacas por hectare, a “rainha da soja” (como passou a ser conhecida) conseguiu superar em 90% a média nacional que, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é de 48,9 sacas por hectare.

E se você pergunta para ela: “Qual o motivo desse sucesso?”

A resposta vem rápido, na ponta da língua: “É preciso acompanhar as tendências e buscar sempre a inovação”. Foi dessa forma, com a dedicação intensa de Cecília, somada às orientações fornecidas em concursos de produtividade dos quais participa anualmente, das tecnologias Syngenta e do suporte de nossos especialistas, que ela teve condições de custear a faculdade do filho e financiar novas apostas, dessa vez com a plantação de milho e laranjas.

Além de ter uma bela história, Cecília é a prova de que é possível produzir mais com menos, um dos principais compromissos apresentados em nosso Plano de Agricultura Sustentável – The Good Growth Plan.

um comentário

  1. Bolivar Alejandro Novoa Almeida diz:

    Parabéns mas me diga referiram se ao termo sustentável, a senhora Cecília está produzindo sem agrotóxicos?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *