6 coisas que você precisa saber sobre o vírus Zika

6 coisas que você precisa saber sobre o vírus Zika

No Brasil, muito tem se falado sobre o Zika vírus. Algumas fontes apontam mais de 600 cidades em estado de alerta para o risco de surtos da doença que, assim com a Dengue e a Chikungunya, também é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

A doença, que teve seu primeiro caso diagnosticado no País em abril deste ano, ainda gera muitas dúvidas. Para ajudar a saná-las, separamos algumas informações, para auxiliar nas melhores formas de prevenção contra essa nova ameaça. Vamos a elas!

1. Entre os principais sintomas do Zika estão: febre intermitente, erupções na pele, coceira e dor muscular, que costumam desaparecer de 3 a 7 dias. Por ser relativamente novo, ainda não existem métodos de teste padrão para diagnosticar a doença. Portanto, é importante ficar bem atento aos sintomas!

2. Não há vacinas, nem tratamento para a doença. Então, em caso de suspeita, o melhor a fazer é evitar a automedicação e procurar por um médico ou posto de saúde. Vale lembrar que, assim como a dengue, o uso do ácido acetilsalicílico (componente de remédios vendidos sem prescrição) é contraindicado por possibilitar o risco de hemorragias.

3. Em novembro, foi confirmada a relação entre a doença e a microcefalia em recém-nascidos. No entanto, como a situação ainda é muito recente, não se sabe exatamente como o vírus atua no organismo e qual o período de maior vulnerabilidade para a gestante. Por isso, é necessário prevenção e observação constante aos sintomas!

4. Os métodos de prevenção utilizados nos são bastante conhecidos! É necessário evitar água parada em vasos, garrafas, pneus e tantos outros objetos que possam acumular líquido; instalar telas de proteção e mosquiteiros em casa; usar repelentes e escolher roupas que diminuam a exposição da pele.

5. Em casos mais críticos de infestação, é recomendado acionar a Secretaria Municipal de Saúde ou profissionais especializados, que saberão realizar o controle por meio do uso de produtos adequados.

6. Apesar de serem transmitidas pelo mesmo vetor, as três doenças (Dengue, Chikungunya e Zika) são bem diferentes: A dengue causa febre, dores musculares, falta de ar e moleza. Quando mais grave, é caracterizada por hemorragias e pode levar à morte; A febre chikungunya provoca intensas dores nas articulações e seus sintomas podem durar de 10 a 15 dias. Porém, em alguns casos, podem permanecer por meses e até anos; Já o zika, apresenta sintomas que duram, no máximo, 7 dias. A ligação com a microcefalia e a síndrome de Guillain-Barré tem trazido essa doença para o holofote!

Comentários

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 2 =